Segurança Pública, primeiro

sábado, 07 de maio de 2016

* Guilherme Tell

Fala-se muito na importância da educação, da saúde e do emprego para o bem-estar da população e para o desenvolvimento de uma nação.

Não há dúvida disso.

No entanto, um quarto item acaba por ser mais importante que os demais, e que merece ser analisado.

A Segurança Pública.

Sem haver a segurança pessoal, residencial e para os comerciantes, não adianta Educação de qualidade, se ninguém tem tranquilidade para ir e voltar, estudar ou lecionar nas escolas e faculdades das grandes e pequenas cidades brasileiras.

Faltando a Segurança, que adianta uma Saúde de Primeiro Mundo se o cidadão honesto vai continuar doente do corpo e da alma, com medo da violência que ele enfrenta diariamente?

Como ter tranquilidade para ir atrás de um Emprego de carteira assinada, tão raro neste momento, ou buscar e empreender um trabalho informal para o sustento da família, se a bandidagem toma conta das ruas, rouba casas, lojas, pedestres, estudantes, crianças, adultos e idosos, assaltando com a maior crueldade possível?

Havendo Segurança Pública integral, quase perfeita, polícia nas ruas dia e noite, as pessoas ficam mais soltas, criativas e esperançosas, adoecem menos, saem às ruas, estudam, trabalham, criam suas empresas e produzem riquezas para si e para o país.

assaltos educação emprego informalidade medo roubos saúde segurança
Guilherme Cardoso
Guilherme Cardoso
Jornalista diplomado, idade acima de 60, pós-graduado em Docência e Gestão do Ensino Superior, mestre em Administração, escritor com sete livros publicados, um Contador de Casos, otimista, sonhador e articulador em Minas Gerais do Movimento pelo Imposto Único, que acredita, um dia se tornará realidade.

Faça seus comentários abaixo: